“Ser fiel requer capacidade de mudança”, diz Papa em vídeo para festival

Papa no Angelus: os pobres estejam no centro de nossas comunidades
24 de novembro de 2017
Deus é sempre fiel à sua aliança, recorda Papa em Missa
24 de novembro de 2017

“Ser fiel requer capacidade de mudança”, diz Papa em vídeo para festival

7° Festival da Doutrina Social da Igreja, que será encerrado neste domingo, 26, tem como tema “Fidelidade é mudança”

Da redação, com Rádio Vaticano

Papa gravou uma vídeo mensagem aos participantes do festival / Foto: Reprodução CTV

Teve início nesta quinta-feira, 23, e se estenderá até domingo, 26, em Verona, na Itália, o 7° Festival da Doutrina Social da Igreja sobre o tema “Fidelidade é mudança”. Para a ocasião, Papa Francisco gravou uma mensagem em vídeo saudando os participantes do evento e comentando sobre o tema do festival. “Nos leva a considerar que, na realidade, ser fiel requer a capacidade de mudar”, afirmou.

O Santo Padre citou a experiência de Abraão, como modelo de fé. “Saia de sua terra, do meio de seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei. Eu farei de você um grande povo, e o abençoarei; tornarei famoso o seu nome, de modo que se torne uma bênção”, foi o mandato de Deus a Abraão recontado por Francisco, que frisou posteriormente a fidelidade e obediência de Abraão quando decidiu partir.

“A Palavra de Deus nos ajuda a distinguir as duas faces da mudança: a primeira, é a confiança, a esperança e a abertura ao novo. A segunda, é a dificuldade de deixar as certezas para ir ao encontro do desconhecido. Sentimo-nos mais tranquilos quando permanecemos em nosso recinto, conservando e repetindo as palavras e os gestos de sempre. Isso nos faz sentir mais seguros do que sair, partir e iniciar processos novos”, disse o Papa na vídeomensagem.

Segundo Francisco, ao manter-se fiel a Deus, o ser humano é levado ao inédito, a lugares nunca imaginados, e caracteriza como fidelidade ao divino o ato de levar às periferias, ternura e misericórdia. “Fidelidade ao ser humano significa abrir os olhos e o coração aos pobres, aos doentes, aos desempregados, aos que estão feridos pela indiferença e por uma economia que descarta e mata; abrir-se aos deslocados que fogem da violência e da guerra. Fidelidade ao ser humano significa vencer a força dos próprios interesses, dos interesses egoístas”, pontuou.

Francisco conclui a mensagem, afirmando que a fidelidade a Deus e ao ser humano se convergem num movimento dinâmico que toma a forma da mudança interior e da realidade, criando espaços e trabalho para os jovens e seu futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *